Entre em contato

© GD Solutions. Todos os direitos reservado. By Next4.

Fim do suporte do Windows Server 2008 R2

Não é segredo que nada nessa vida é eterno, no entanto, nada se perde, tudo se transforma. Isso também é plenamente aplicável ao mundo da tecnologia, em que ciclos se iniciam e terminam, mas que dão origem um novo movimento e evolução do ciclo inovador e de incremento.

Levantamos essa premissa e realidade para te informar que estamos nos aproximando do fim do suporte do Windows Server 2008 e Server 2008 R2, que vai acontecer em 14 de janeiro de 2020. Ou seja, a partir dessa data a Microsoft deixará de dar suporte para o sistema operacional.

No entanto, ainda há muitas empresas que tem o Windows Server 2008 instalado nos seus servidores, mesmo que seja para executar funções básicas do negócio. Embora esse sistema possa ser fundamental para a organização, é inevitável a chegada do fim do seu ciclo e, em consequência, é iniciada a corrida para tomar as medidas necessárias para não deixar o ambiente online da instituição vulnerável.

O que acontece a partir dessa data? Quais são os impactos na sua empresa? Como proceder diante dessa realidade? Continue lendo este artigo e descubra as repostas para esses e outros questionamentos!

Qual o real impacto na sua empresa?

Pronto para colocar a mão na massa e enfrentar essa mudança? O fim do suporte do Windows Server 2008, assim como qualquer outro sistema operacional, cria um ambiente de grandes desafios para as organizações que estão executando suas ferramentas de trabalho que são incorporadas na plataforma.

Nesse momento alguns podem estar pensando: é agora que realizo a migração da estrutura da minha empresa para os serviços em nuvem. Na prática, não é bem assim, ainda mais que a realidade da maioria das organizações não consegue fazer isso com rapidez devido a algumas restrições de tempo, orçamento, técnicas e capital humano com o conhecimento necessário para esse projeto.

Diante desse cenário é fato que, mesmo com o fim do suporte oficial para o Windows Server 2008 muitas empresas ainda continuariam utilizando o sistema operacional por pelo menos seis meses ou mais, até que todo o processo de migração fosse concluído. Mas essa falta de planejamento pode custar caro, tanto pelo ponto de vista orçamentário, quanto pelo nível de vulnerabilidade e exposição de ataques que os dados da sua empresa podem sofrer.

Quais são os riscos que posso enfrentar?

O fim do suporte do Windows Server 2008 significa que as empresas devem se preparar para lidar com o encerramento das atualizações de segurança, o surgimento de problemas de conformidade, e a ausência de defesas contra novos malwares. Além disso, outros bugs de sistema e de segurança não serão investigados. Seu sistema deixará de receber patches de correção, bem como de notificações de novas vulnerabilidades que afetem seus sistemas.

A cada dia são descobertas inúmeras pragas virtuais e ataques realizados por pessoas mal-intencionadas, que unidos ao cenário da falta de notificações para ajudar a monitorar os riscos associados pode deixar uma grande brecha de segurança.

Um acontecimento que teve origem nesse cenário e que muitos se recordam foram os ataques que ocorrem no ano de 2017 pelo ransomware WannaCry, que atingiu mais de 230.000 sistemas em todo o mundo, se aproveitando de falhas de segurança em sistemas operacionais Windows mais antigos.

E agora, o que fazer?

A solução mais efetiva para solucionar o encerramento do suporte oficial para o Windows Server 2008 é migrar para uma plataforma mais nova como Windows 2019, independentemente se seja no ambiente local ou adotando de vez uma infraestrutura na nuvem como, por exemplo, o serviço IaaS — Infrastructure as a Service (infraestrutura como serviço).

Então, quanto antes começar a planejar a migração para Microsoft Windows Server 2019 ou Nuvem, melhor será para a sua empresa, até mesmo pelo fato de que os hackers estarão em busca e vigiando os sistemas que ainda não foram migrados para explorarem as vulnerabilidades que o Windows Server 2008 possa vir a apresentar.

Lembre-se que os dados são um dos principais ativos da sua empresa, por isso todo cuidado é pouco. Nesse sentido, as equipes de TI devem agir com rapidez em planejar o processo migratório e, se possível, concluí-lo antes do termino do suporte oficial.

Quer estar sempre informado sobre o mundo da Tecnologia da Informação? Então não deixe de ler outro artigo e compartilhar o conteúdo.