É comum ler e ouvir que a tecnologia surge para otimizar a rotina de trabalho. Isso é verdade, mas não conta a história toda: além de facilitar a vida dos profissionais em suas atividades diárias, ela também tem aplicações diretamente ligadas à melhoria da gestão financeira.

Mas qual é, exatamente, a conexão entre tecnologia e gestão financeira? Quais são as soluções digitais que podem ser utilizadas para otimizar esse trabalho? Pensando nessas perguntas, preparamos um conteúdo especial para que você tire suas dúvidas a respeito do tema.

Além disso, ainda apresentaremos como a gestão de TI ajuda a proteger os dados da empresa e as informações internas sobre os clientes. Boa leitura!

Qual é a relação entre tecnologia e gestão financeira?

Pense em um escritório de contabilidade ou em um departamento financeiro: antigamente, aquele velho clichê de profissionais de gravata checando papéis e planilhas no Excel seria inteiramente verdadeiro. Hoje, é mais provável que você encontre pessoas operando softwares de gestão e ferramentas de análise de dados, com um bom conhecimento de tecnologia.

Isso porque a tecnologia se tornou uma ferramenta capaz de gerar oportunidades de negócio e otimizar a gestão financeira como um todo. Não à toa, os profissionais da área deixaram de cumprir tarefas de apoio para se tornarem altamente especializados e procurados pelas empresas de diferentes segmentos.

Ao promover a automatização de tarefas repetitivas, por exemplo, a tecnologia contribui para a economia de tempo por parte dos colaboradores. Assim, os gestores podem alocá-los em agregar valor direto para a empresa — em vez de perder tempo com atividades extras.

Como a tecnologia vem sendo utilizada nessa gestão?

Agora que entendemos a relação próxima entre tecnologia e gestão financeira, é hora de conhecer algumas aplicações práticas das soluções digitais nesse setor. Veja a seguir.

Automação de tarefas burocráticas

Mencionamos a capacidade de transferir às ferramentas tecnológicas tarefas puramente burocráticas, lembra-se? Essa tecnologia está acessível até mesmo a empresas de pequeno porte. Inclusive, esse serviço é especialmente interessante para elas, já que costumam contar com um quadro menor de funcionários.

Aqui, o objetivo é delegar trabalhos repetitivos às máquinas, como atividades ligadas ao registro de pagamento. Dessa maneira, colaboradores podem se concentrar em tarefas mais desafiadoras e ligadas aos objetivos da empresa.

Você já teve a impressão de que os seus colaboradores passam muito tempo resolvendo problemas operacionais? Com a automação de processos, eles poderão produzir mais de acordo com o objetivo principal da empresa, já que as atividades repetitivas serão delegadas a sistemas desenvolvidos para atender às suas demandas.

Terceirização de atividades de TI

Também conhecido como outsourcing, esse é outro excelente meio de retirar trabalhos burocráticos da sua equipe interna, já que as atividades operacionais são transferidas a profissionais terceirizados de TI. Contudo, não é apenas isso: a sua empresa também ganha em conhecimento e expertise.

Isso eleva o nível geral de segurança das suas informações e dos seus próprios equipamentos. Os colaboradores terceirizados garantirão um monitoramento de rede diferenciado, protegendo os seus sistemas de ataques de hackers, como o temido ransomware.

Consultoria com foco em resultados

Profissionais de alto nível da área de TI estão sempre estudando e buscando informações sobre as novas tendências. Essa é uma exigência do trabalho — afinal, a tecnologia está sempre em constante evolução, e aqueles que se apegam a soluções antigas acabam ficando para trás.

Com toda essa carga de conhecimento, gestores podem entrar em contato com esses profissionais e obter consultorias com foco em resultados. Dessa forma, esses parceiros conseguem estudar toda a infraestrutura da empresa e sugerir melhorias objetivas, além de apontar novas ferramentas.

Como proteger dados de forma otimizada?

A gestão financeira também envolve lidar com dados confidenciais de clientes e garantir que eles continuem sigilosos. Além disso, o próprio histórico digital de transações financeiras da companhia deve ser protegido.

Para obter isso, uma ótima ideia é contar com um serviço de monitoramento de rede e servidores. Dessa forma, sua empresa passa a contar com acompanhamento contínuo dos equipamentos e da estrutura de TI como um todo para que os sistemas se mantenham estáveis.

Assim, as máquinas, os sistemas operacionais e os servidores são acompanhados de perto por pessoas que entendem bastante do assunto. Além disso, com o monitoramento do ciclo de vida desses componentes, os gestores são capazes de se anteciparem a falhas e identificar vulnerabilidades a tempo, antes que o sistema como um todo seja comprometido.

Com o monitoramento otimizado da rede corporativa, se torna mais fácil proteger os bancos de dados e a infraestrutura de TI. Isso é feito por processos automatizados, dedicados a identificar e combater vírus, além da vigilância contra ciberataques e malwares.

Por mais capacitados que sejam os colaboradores internos, uma ação desastrada, sem qualquer intenção de prejudicar a empresa, pode acabar expondo brechas irreversíveis na segurança. Contudo, com o auxílio de parceiros que entendam de TI, é possível contar com esse conhecimento técnico para se proteger.

Qual é a importância de ter um acompanhamento próximo?

Para garantir que todas as operações da sua empresa fluam com tranquilidade e segurança, é fundamental contar com o apoio de profissionais especializados na área de TI. Afinal, como vimos no artigo, a tecnologia é praticamente incontornável hoje em dia: para produzir resultados melhores, é necessário contar com ela.

Dessa maneira, é possível contar com profissionais que forneçam monitoramento de rede e de servidores, consultoria com foco em resultados, automação de processos e proatividade na gestão da sua TI. Contudo, sua empresa deve priorizar parceiros com bagagem e um histórico de bons serviços prestados.

Como você pôde ver, tecnologia e gestão financeira são parceiras fundamentais, mas é preciso garantir o monitoramento das informações e a implementação de ferramentas que agilizem esse gerenciamento.

É importante notar, também, que gestores financeiros estão sempre em contato com dados valiosos, sejam eles da própria empresa ou dos seus clientes. Um vazamento pode comprometer a reputação do negócio de forma permanente. Assim, a união entre tecnologia e gestão financeira é sempre bem-vinda.

Quer continuar lendo artigos como este? Então, curta a nossa página no Facebook e visualize nossos conteúdos em primeira mão!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário