A migração de data center é o processo de transferência dos dados e serviços corporativos de uma empresa, como um ERP, o CRM ou um serviço próprio de e-mail, para outro ambiente — como a nuvem.

Dessa forma, o gestor garante escalabilidade, aumento no desempenho e segurança para o seu negócio, já que ele passa a ter uma parceria com uma empresa de alto nível para cuidar dos seus próprios dados. Contudo, a migração deve seguir alguns cuidados básicos. Acompanhe conosco!

Faça um inventário

Em qualquer serviço de migração de data center, é imprescindível realizar um inventário de equipamentos e softwares. Desse modo, é possível conhecer todos os ativos e a infraestrutura da empresa de forma organizada.

Esse inventário deve englobar desde a infraestrutura de hardware até os sistemas operacionais e licenças de software. O levantamento ajuda os gestores a entender, também, o que há de carga física e o que a empresa detém de serviços puramente virtuais.

A partir disso, fica mais fácil decidir o que e quando realmente migrar e como os ativos serão alocados no novo data center.

Crie um plano detalhado

Ao lidar com um projeto tão sério como a migração do data center, o ideal é planejar todas as ações antes de iniciar o processo. Além da realização do inventário, é necessário definir os encarregados.

O ideal é mesclar membros da própria equipe interna com consultores especializados em TI. Dessa forma, você combina o conhecimento que os seus colaboradores já têm sobre a infraestrutura e o conhecimento tecnológico de uma empresa externa.

Divida o processo em etapas

Agilidade é importante, mas um projeto de migração de data center não pode ser planejado de forma precária. Para evitar esse tipo de problema, uma medida importante é dividir todo o processo em etapas.

Assim, os profissionais atuam dentro de um cronograma organizado e evitam erros básicos, causados pela falta de definição precisa de cada estágio. É nessa divisão que o roteiro de migração é devidamente estabelecido.

Além disso, é possível estabelecer indicadores de desempenho para garantir a boa performance. Crie um fluxo de comunicação que envolva todos os setores impactados: dessa forma, todos os profissionais saberão como colaborar.

Conte com uma equipe externa de alto nível

A migração não é puramente teórica. É preciso estabelecer um período de testes em diferentes fases do projeto. Isso é especialmente importante para fazer comparações e garantir que tudo saia como planejado.

Por isso, a migração de um data center exige a contratação de profissionais especializados no assunto. Imagine, por exemplo, se a sua empresa delega as tarefas para uma equipe pouco conhecida no mercado e toda a sua infraestrutura fica comprometida por meses.

Nesse caso, a melhor medida é contratar uma consultoria. Desse modo, esses profissionais contratados avaliarão o estado atual da empresa e garantirão que tudo transcorra sem sustos.

Com o conhecimento acumulado, eles saberão identificar a melhor abordagem para que o seu negócio não sofra paralisações desnecessárias. Além disso, como são especialistas no assunto, eles tomarão todo o cuidado necessário para garantir a segurança da informação.

Como pudemos ver no artigo, a migração de data center não precisa ser traumática. Com os profissionais adequados e um cronograma bem organizado, será possível modificar a sua infraestrutura sem comprometer suas atividades.

E por falar em migração para a nuvem, quer saber mais sobre o tema? Então, aproveite a nossa visita para ler mais sobre essa forma de armazenamento!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário