Entre em contato

© GD Solutions. Todos os direitos reservado. By Next4.

As 6 melhores ferramentas para monitoramento de rede

As 4 melhores ferramentas para monitoramento de rede

Não importa o tamanho da empresa: é indispensável ter a rede estável. Ela deve funcionar bem e em velocidade satisfatória para que todos os colaboradores possam exercer suas funções. Além disso, como bom profissional de TI, você precisa fazer o monitoramento de rede e prestar contas, apresentando indicadores e relatórios para mostrar disponibilidade, desempenho e capacidade da infraestrutura, justificando investimentos e custos fixos.

Para fazer tudo isso de modo otimizado e sem grandes aborrecimentos, você precisará de softwares que disponibilizem ferramentas que permitam o gerenciamento da rede, que gerem dados em gráficos e tabelas e identifiquem problemas para resolução rápida.

Por isso, no post de hoje vou apresentar 6 ferramentas de gerenciamento de redes que vão auxiliar o seu trabalho de monitoramento. Confira!

A importância no uso de ferramentas de gerenciamento de rede

Para você entender os motivos pelos quais deve utilizar ferramentas de gerenciamento de rede em seu negócio, para garantir o funcionamento da área de TI, vou mostrar alguns motivos que evidenciam essa importância a seguir.

  • segurança: o monitoramento permite avaliar se há dispositivos não autorizados conectados à rede, o que pode indicar uma intrusão de cibercriminosos;
  • redução de custos: essa observação permite tomar decisões mais bem acertadas sobre, por exemplo, trocas de aparelhos, melhora de recursos, expansões, entre outros, sem fazer gastos de forma antecipada ou, então, realizar manutenções que já não estejam resolvendo as questões internas;
  • estabilidade de rede: é possível avaliar potenciais oscilações em sua rede, que podem acarretar quedas e indisponibilidade de rede. Além disso, como falamos, ao observar essas ocorrências e sobrecargas, é possível identificar um ataque de hackers (como uma ação DDoS, por exemplo);
  • produtividade: problemas com a rede podem gerar uma diminuição da produtividade dos colaboradores de forma geral;
  • proatividade na resolução de problemas: com uma observação sistêmica da conexão à internet, é possível identificar um problema começando a surgir e tomar as medidas necessárias para a resolução da questão, evitando que a questão se agrave.

As 6 melhores ferramentas para monitoramento de rede

Diante dessa importância que falei anteriormente, é importante você saber quais são as 6 melhores ferramentas para monitoramento de rede, para decidir qual delas é a melhor para a sua empresa. Veja as principais a seguir.

1. PRTG

O PRTG é uma solução de monitoramento de rede que atua 24 horas por dia, 7 dias por semana. Ele realiza o registro dos dados de uso de rede, salvando os dados referentes aos processos selecionados previamente para monitoramento. Permite, também, uma elaboração de relatórios, bem como acompanhamento gráfico, fundamental para exibição para gestores e diretoria, que não sejam especialistas em redes. Isso tudo feito de forma automática, realizando a exportação dos logs nos mais diferentes formatos.

Ele permite monitorar toda a infraestrutura de TI:

  • roteadores;
  • switches;
  • servidores;
  • temperatura de datacenter físico, entre outros.

Outro ponto vantajoso é ser uma solução multiplataforma, podendo ser utilizado em iOS, Windows Phone, Android e BlackBerry. Não é a toa que é uma das opções mais utilizadas por grandes corporações.

O PRTG Network Monitor é outro diferencial: por meio de 200 sensores diferentes, você pode acompanhar todo o serviço de rede, identificando instabilidades e gargalos assim que apareçam, podendo agir de forma proativa diante dos problemas.

Ele tem uma versão paga, bem como uma freeware até 100 sensores, sem limite de qualquer tipo de recurso.

2. Monit

O Monit é uma solução gratuita, de código aberto para Linux. Um dos seus grandes diferenciais é a possibilidade de ter um gerenciamento de situações inesperadas de forma extremamente ágil e de forma automatizada. Por exemplo, uma indisponibilidade com o setor apache pode levar a uma reinicialização automática do processo e, posteriormente, emitir uma notificação sobre o ocorrido.

Outro diferencial é ser uma solução com interface intuitiva, com uma versão web prática e fácil de ser manipulada. Além disso, a solução permite gerenciar questões como o uso da CPU e checksum de arquivos.

3. Munin

Outra opção Open Source, o Munin também é acessado por meio de interface web. É uma solução bem completa, pois as suas funcionalidades vão além do monitoramento de rede, indo também para um controle do sistema da sua máquina e infraestrutura de TI.

Ele permite uma ação proativa, enviando uma notificação para os usuários diante de algum tipo de erro nos servidores, switches e serviços. Posteriormente, quando resolve a questão de forma automatizada, emite um segundo alerta.

Ele oferece mais de 500 plugins de gerenciamento e tem, também, como outro ponto positivo, uma maior visibilidade sobre aquilo que tem maior prioridade para aquele momento.

4. Ganglia

O Ganglia toi originado na Universidade da Califórnia e é um sistema de monitoramento que está disponível para Linux e Windows. Ele foi desenvolvido para ser executado em ambientes de computação de alto desempenho, sendo usado em clusters e grids de vários tamanhos. Também funciona em interface web e é um software open-source.

5. Zabbix

O software permite, em seu monitoramento de rede, tanto a mensuração da disponibilidade da rede, bem como o desempenho em tempo real tanto da infraestrutura quanto das aplicações, bem como permite, também, gerar indicadores importantes para o negócio.

Você pode, também, realizar a extração dos dados, de forma a gerar relatórios e auxiliar na tomada de decisões mais bem embasadas, permitindo que seja possível ter um melhor desempenho e disponibilidade.

Um ponto vantajoso é a visualização do desempenho de rede, por meio de listas, mapas, gráficos, entre outras formas que garantam uma melhor visualização.

6. Nagios

O Nagios é uma ferramenta de código aberto de monitoramento de rede, ou seja, você pode modificar o sistema para adequá-lo para a realidade do seu negócio. Ele permite que você consiga monitorar tantos os hosts quanto os serviços em rede. Com isso, alertas são emitidos diante de problemas, bem como pode-se resolver algumas situações por meio dele.

A importância da escolha da ferramenta de gerenciamento de rede

Realizar uma escolha correta da ferramenta mais adequada para o seu negócio é fundamental para que os benefícios que listamos no início deste artigo sejam obtidos. Isso porque nem todas as realidades são idênticas e, portanto, uma solução pode trazer melhores resultados que outra.

Por exemplo, se a sua empresa tem como princípio utilizar apenas soluções de código aberto, talvez o Nagios, ou o Zabbix, sejam uma melhor opção. Já, caso ocorra uma preferência por uma solução que apresente dados de forma gráfica e de rápida implementação o PRTG pode trazer melhores resultados.

Qualquer uma das que listei acima pode gerar resultados incríveis, bem como permitir uma maior disponibilidade de rede. Com isso, seu negócio não perde em eficiência e produtividade, e seus colaboradores conseguem realizar suas tarefas adequadamente.

Com essas 6 ferramentas de gerenciamento de redes, você aumentará o retorno do investimento feito em TI na sua empresa.

Gostou deste conteúdo? Receba dicas como essa em seu e-mail: assine a nossa newsletter!