Entre em contato

© GD Solutions. Todos os direitos reservado. By Next4.

Reduza custos com o modelo de gestão da informação BYOD

Reduza custos com o modelo de gestão da informação BYOD

Nos últimos anos, milhares de empresas pararam de comprar aparelhos eletrônicos para os seus funcionários e começaram a incentivar o uso de dispositivos pessoais no ambiente corporativo. Esse fenômeno se deve à popularização do BYOD (a sigla em inglês para “traga o seu próprio dispositivo”), um modelo corporativo que ganhou força em 2009 após ser adotado mundialmente pela Intel.

Apesar dessa nova maneira de pensar, esta cultura corporativa de organização apresentam alguns desafios a serem enfrentados, isso não deve ser considerado um motivo para não adotar o BYOD. Pesquisas indicam que colaboradores ficam mais confortáveis utilizando um aparelho que elas escolheram, além do fato de que máquinas pessoais são trocadas com mais frequência que as corporativas, fazendo com que os equipamentos sejam sempre mais modernos, com potencial de produtividade maior do que em um computador mais antigo.

Saiba mais sobre o BYOD e veja como usar esse modelo na sua empresa!

As vantagens de adotar a gestão da informação BYOD

Redução de custos

A otimização de gastos é uma preocupação constante de várias empresas. Ao transferir o custo da compra de um novo aparelho para o colaborador, a companhia possa a gastar os seus recursos em áreas mais vitais para o funcionamento do negócio.

Aumento da produtividade e da inovação

Ao utilizarem um aparelho que não foi escolhido por terceiros, os funcionários de sua companhia sentem-se mais confortáveis e conseguem produzir mais. Como esses dispositivos são trocados mais rapidamente do que aqueles escolhidos pelo gerente de TI, a empresa também pode se beneficiar de sistemas mais avançados e com melhor desempenho.

Maior satisfação dos colaboradores

Empresas que adotam o BYOD são vistas como mais flexíveis e modernas. Um estudo da IBM indica que a maioria das pessoas preferem arcar com os custos do próprio dispositivo a ter que usar uma máquina para trabalho e outra para uso pessoal. Ao utilizarem o próprio dispositivo para todas as atividades, os colaboradores sentem-se mais confortáveis.

A segurança de dados no regime BYOD

A adoção do BYOD sem alguns cuidados de segurança podem gerar problemas graves. Dados podem parar nas mãos de pessoas mal-intencionadas, causando prejuízos incalculáveis. Para evitar que isso aconteça, é necessário uma política de segurança e gestão da informação sólida. Colaboradores devem ser treinados para evitarem o armazenamento de informações sigilosas em dispositivos que não possuam criptografia ou adotem sistemas que permitam a remoção de dados remotamente. Alguns smartphones, por exemplo, não só possuem softwares que impedem o acesso não autorizado a arquivos, mas também permitem o bloqueio e a limpeza dos dados armazenados no aparelho remotamente.

Cabe aos gestores de TI definirem como a migração será feita e quais colaboradores poderão utilizar os próprios dispositivos dentro do ambiente corporativo. Garanta que todos os aparelhos eletrônicos estejam protegidos por filtros antispam, programas de segurança e um bom firewall. E sempre incentive o uso de máquinas atualizadas para prevenir que a sua rede seja exposta a brechas de segurança.

Companhias que adotam o BYOD ganham vantagens em relação aos seus concorrentes, já que elas normalmente são vistas como mais modernas e flexíveis. E você, já levou o BYOD para a sua organização? Tem experiência ou alguma dúvida sobre esse modelo de gestão da informação? Compartilhe os seus principais desafios conosco!