Entre em contato

© GD Solutions. Todos os direitos reservado. By Next4.

Saiba tudo sobre Política de Informação e Segurança para sua empresa

Dificilmente, você vai encontrar uma empresa de qualquer porte hoje em dia, que não faça uso de tecnologia em sua rotina de trabalho. A cada dia que passa, novas opções surgem para facilitar a vida de trabalhadores e empresários e quem não acompanha esta evolução acaba ficando para trás.

Com a modernidade, grande parte das informações e dados que a empresa utiliza em sua rotina, acaba sendo armazenada em computadores ou em nuvens. Estas informações podem estar relacionadas ao futuro da empresa, balanço anual/mensal ou ainda, se tratar de dados de seus clientes. O que sabemos é que, estes dados são de extrema relevância e, por isso, devem ser mantidos sob segurança.

Nunca se sabe quando alguma informação vai ser vazada ou acessada de forma indevida e quais as consequências disso. Sendo assim, o melhor a se fazer é investir numa política de informação e segurança para que estes dados não cheguem em mãos erradas e não prejudique clientes, empresários e investidores.

A equipe de T.I é parte indispensável para que a segurança das informações de uma empresa seja mantida. Isso porque, quando se trata de armazenamento de informações, nuvem, computadores etc, este é o setor responsável.

 

Qual a importância da política de informação e

segurança?

Se você quer que o seu empreendimento funcione da maneira correta, tenha credibilidade e se mantenha em ascensão no mercado, investir na proteção de dados e na segurança da informação, deve estar entre suas prioridades.

O mundo dos negócios atual, é dependente, quase que totalmente de meios digitais para funcionar. Dados armazenados em nuvens, documentos guardados em arquivos digitais, senhas, e-mails, tudo ao alcance de um clique. O que facilita a rotina de trabalho e aproxima interesses, também pode ser motivo de muita dor de cabeça, quando não recebe a devida atenção.

Como dito acima, a conectividade, o fácil acesso a informação e o avanço das tecnologias, é fundamental para o desenvolvimento de negócios dos mais diversos ramos. No entanto, deixam dados importantes e confidenciais mais passíveis de vazamentos, sejam eles propositais ou não. Além dos riscos de invasão por hackers e pessoas mal-intencionadas. 

Vendo por este lado, pensar em meios de implantar políticas de informação e segurança na sua empresa, seja ela que qualquer porte, é essencial para manter a integridade de suas informações. Afinal, informação é poder e dados sobre estratégia empresarial, bem como informações de clientes, podem fazer estragos em mãos erradas.

Uma boa política de informação e segurança, determina de forma assertiva e clara, como todos os colaboradores de uma empresa devem agir em determinadas situações. O que diminui drasticamente o risco de exposição e vazamento de dados. Assim, com normas e regras estabelecidas, é possível que a equipe de T.I impeça ameaças e identifique os responsáveis por atos indevidos.

E quando falamos sobre segurança da informação, não se trata apenas de normas internas e cuidados individuais, a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) estabelece diretrizes para que dados sejam resguardados e informações de clientes sejam obrigatoriamente protegidas.  

Quais os princípios da segurança da informação?

De forma resumida, os princípios da segurança da informação, como o nome já diz, estão focados em tornar as informações de uma empresa mais seguras. Não permitir que pessoas não autorizadas tenham acesso a dados confidenciais, desta forma, investindo em credibilidade, padronização de processos, crescimento da empresa e redução de custos com T.I.

Os princípios são:

  • Confidencialidade: é de extrema importância que os dados sob os cuidados de uma empresa sejam acessados apenas por pessoas autorizadas. Quando isso não ocorre, a credibilidade da empresa fica em risco, além das informações de clientes ficarem expostas a qualquer tipo de fraude e uso indevido. Infelizmente, ainda hoje algumas companhias ainda sofrem com as consequências da ruptura do sigilo de dados. Quando alguém, não autorizado acessa informações que estão sob o poder de uma empresa acontece a quebra de confidencialidade, o que pode trazer sérios dados ao consumidor e a companhia.

Obviamente que, o nível de informações contidas nos dados vazados ou acessados sem permissão pode aumentar ou diminuir as consequências para a empresa. Porém, sua reputação pode ficar manchada.

  • Integridade: é dever das empresas que têm acesso a informação, mantê-las da forma original, sem alterações, para que não haja discrepâncias na interpretação dos dados. Desta forma, é correto afirmar que, é preciso adotar um protocolo para manter a integridade da informação.

Qualquer ação que permita o acesso a estes dados e por consequência, alteração de informação, coloca em risco a segurança pois, facilita a falsificação de conteúdos, uso irregular de dados etc.

  • Disponibilidade: este princípio garante que pessoas autorizadas possam ter acesso a informação sempre que necessário e de forma segura e rápida. Quando falamos sobre o mundo dos negócios, segurança e rapidez fazem parte da rotina, afinal, são itens fundamentais para que contratos e atendimentos sejam realizados de forma ágil.

Não é interessante para uma companhia, não ter praticidade no acesso a informação ou que o sistema “caia” a todo instante. Afinal, o prejuízo pode ser grande, tanto em relação a perda de negócios quanto em relação ao gasto com T.I.

Não há como dizer que a proteção a informação não seja de extrema relevância para o bom funcionamento dos negócios. Hoje em dia, cada empresa possui quantidades exorbitantes de dados, o que pode fazer estragos em mãos erradas. Da mesma maneira que a quantidade de dados é gigantesca, as tentativas de invadir sistemas e ter acesso a estes dados também é grande e estes invasores estão cada dia mais aperfeiçoando seus métodos.

O que deixa claro que, é necessário investir em diretrizes rigorosas para manter a segurança da informação dentro de uma companhia. Com a criação de uma política de segurança da informação eficiente, é possível reduzir os riscos, de invasão e prejuízos.  Oferecendo à organização a devida proteção contra ameaças internas e falhas de segurança e menos gastos com T.I.

Desta forma, podemos dizer que, além de estar em dia com o que diz a lei, a segurança da informação confere credibilidade, redução de custos, transparência e organização às empresas.

Gostou do conteúdo? Comente o que achou!