De acordo com relatório da Verizon, cerca de 27% das violações de dados envolvem malware. Este pequeno e — na maioria das vezes — perigoso software ameaça todas as organizações e está se tornando mais comum a cada dia.

Nesse contexto, as empresas devem trabalhar firmemente para evitar infecções por malware de modo a:

  • proteger informações confidenciais e fluxos de trabalho críticos de negócios;
  • manter a confiança dos clientes, parceiros e investidores;
  • evitar enormes perdas monetárias devido a danos ou pagamentos de resgate.

Neste artigo, vamos explicar como os malwares funcionam e dar dicas para você proteger sua rede contra eles. Confira!

O que é um malware?

Malware (abreviação de “software malicioso”) é um arquivo ou código, normalmente entregue através de uma rede, que infecta, explora, rouba ou conduz praticamente qualquer comportamento que um invasor deseja. Embora variado em tipos e recursos, um malware geralmente tem um dos seguintes objetivos:

  • fornecer controle remoto para que um invasor use uma máquina infectada;
  • enviar spam da máquina infectada para alvos desavisados;
  • investigar a rede local do usuário infectado;
  • roubar dados confidenciais.

Malware é um termo inclusivo para todos os tipos de software malicioso, como:

  • vírus: programas que se copiam em um computador ou rede e podem corromper ou excluir dados, usar o e-mail do usuário para se espalhar ou apagar tudo em um disco rígido;
  • worms: vírus autorreplicantes que exploram vulnerabilidades de segurança para se espalharem automaticamente por computadores e redes;
  • trojans: malware disfarçado no que parece ser um software legítimo, porém, quando ativados, realizam todas as ações para as quais foram programados;
  • rootkits: programas que fornecem acesso privilegiado (nível raiz) a um computador;
  • ferramentas de administração remota (RATs): software que permite a um operador remoto controlar um sistema, possibilitando que um invasor faça quase tudo em um computador infectado;
  • botnets: abreviação de “rede de robô”, são redes de computadores infectados sob o controle de uma única parte atacante usando servidores de comando e controle — costumam ser os exércitos por trás dos ataques distribuídos de negação de serviço (DDoS);
  • spyware: coleta informações sobre o uso do computador infectado e as comunica ao invasor;
  • malware polimórfico: qualquer um dos tipos de malware acima com a capacidade de se “transformar” regularmente, alterando a aparência do código enquanto retém o algoritmo dentro dele.

Como saber se um computador está infectado?

Existem vários sinais que indicam que um computador foi infectado com malware de qualquer tipo. Frequentemente, a máquina fica mais lenta do que o normal se a infecção tiver ocorrido.

Especialmente para infecção de adware, muitos pop-ups começam a aparecer e também interferem não apenas no desempenho da máquina, mas também na experiência do usuário. Caso haja malware, é comum uma máquina travar com frequência. É claro que isso é prejudicial para o usuário e, nesses casos, ele pode precisar substituir a máquina por completo se o malware não puder ser erradicado.

Um maior volume de atividade de rede — mesmo quando o usuário não está conectado à Internet de forma alguma — ou qualquer outra conexão online com servidores para fazer download ou upload de dados presente também pode ser um indicativo. Nesses casos, várias verificações precisam ser feitas para descartar a infecção por malware ou qualquer outra causa da irregularidade.

Outra forma mais social de saber se o computador de um usuário foi infectado é ouvir sua rede de amigos ou colegas dizendo que recebeu mensagens indesejadas ou suspeitas do usuário que duvidam que tenham sido genuinamente enviadas por ele.

Resumindo, qualquer irregularidade observada, desde itens indesejados da área de trabalho a lentidão da máquina e mensagens de erro incomuns, tudo pode indicar que algo está errado e precisa ser verificado.

Obviamente, também há malware que é executado silenciosamente em segundo plano para evitar a detecção e a remoção.

Como impedir que um malware interfira nos sistemas da sua empresa?

Como evidenciado por eventos recentes, os programadores de malware estão desenvolvendo softwares mais sofisticados que podem até mesmo afetar as maiores empresas. Identificar o ponto de entrada pode ser difícil. Por exemplo, e-mails de phishing podem ser mascarados tão bem que podem enganar um especialista em hackers.

Assim sendo, é sempre melhor ser proativo na proteção de sua empresa em vez de lidar com as consequências de um ataque.

Atualize seu software

Sempre que seu sistema operacional solicitar uma atualização, faça o download. O ataque generalizado do ransomware WannaCry é frequentemente atribuído a organizações que não atualizaram seu software. Na verdade, um mês antes do ataque, a Microsoft lançou um patch para cobrir a mesma vulnerabilidade que o ransomware WannaCry usava. Além do sistema operacional, atualize seus navegadores, software antivírus, software antimalware, firewall e filtros de spam.

Proteja seu hardware

Os ataques cibernéticos também podem vir na forma de roubo de seu equipamento eletrônico. Sem a segurança adequada, um ladrão pode facilmente sair com muitas informações confidenciais sobre sua empresa e clientes.

Melhore a segurança da sua empresa:

  • lembrando sua equipe de manter as portas das salas de servidores fechadas e trancadas;
  • investindo em chaves de segurança sofisticadas ou criptografia baseada em hardware;
  • considerando o software em nuvem que pode rastrear todos os dispositivos da empresa, mesmo aqueles que foram roubados.

Criptografe seus dados

A criptografia de dados é uma ferramenta defensiva que pode proteger sua empresa no caso de uma violação. Os hackers acham os dados confidenciais difíceis de entender se estiverem criptografados.

A maioria dos sistemas operacionais tem ferramentas de criptografia de disco completo. Lembre-se, entretanto, de que a criptografia só seria disparada se um usuário desconhecido (neste caso, um hacker) não usasse os detalhes de login programados.

Para maximizar esse recurso, certifique-se de que os computadores estejam configurados para efetuar logout automaticamente após cinco a dez minutos de inatividade. Se um hacker entrar em ação quando um de seus funcionários fizer uma pausa, ele só terá acesso a arquivos criptografados.

Eduque a sua equipe

Você e seus funcionários devem estar cientes das medidas de segurança que cada pessoa pode tomar para ajudar a empresa. Algumas delas incluem:

  • usar senhas únicas e fortes;
  • saber como detectar ataques de phishing, como erros de sintaxe e gramática, bem como endereços de e-mail com uma série de pontos finais;
  • prestar atenção às URLs das páginas da web e ver se são, por exemplo, o site legítimo de um banco ou loja online. Informações confidenciais não devem ser compartilhadas com um site que não tenha o “https” em sua URL;
  • evitar baixar arquivos de fontes desconhecidas e não confiáveis;
  • evitar postar dados confidenciais online (por exemplo, aniversário, cidade em que você nasceu, nome de solteira da mãe etc.), seja em blogs ou redes sociais.

Faça backup de seus dados

Faça backup de seus dados com frequência — diariamente, se possível. Use hardware em vez de armazenamento em nuvem, pois os hackers ainda podem acessar o último. No caso de um ataque de ransomware, você não teria que pagar para obter acesso aos seus arquivos. Você também pode confiar em uma equipe profissional de TI para fazer backup de seus dados em um USB criptografado, armazenado em um local remoto.

Com boas políticas de usuário em vigor e soluções antimalware corretas — monitorando constantemente a rede, e-mail, solicitações da web e outras atividades que podem colocar sua organização em risco —, o malware tem menos chance de entregar sua carga útil. Para ter mais segurança, é sensato confiar essas tarefas a uma equipe especializada. A GD Solutions, por exemplo, oferece serviços completos de proteção aos dados da sua empresa, desde segurança de rede até soluções de TI gerenciadas.

Não deixe que o malware prejudique o seu negócio. Deixe nossa equipe protegê-lo completamente hoje. Entre em contato com a gente e saiba como podemos ajudá-lo!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário