O email é um ponto bastante crítico quando o assunto é segurança de dados dentro de uma empresa. É só parar para pensar na facilidade com que um colaborador, por simples descuido, pode abrir um link malicioso e, assim, espalhar uma praga em toda a rede interna de computadores. A ameaça de hackers e programas maliciosos pode ser muito prejudicial para os negócios, por isso, é preciso pensar em formas de garantir a segurança no email corporativo.

Então, para manter o ambiente digital totalmente higienizado e saudável, além de fazer investimento em inovação, é fundamental que os funcionários de uma empresa estejam por dentro dos cuidados básicos para garantir a segurança total das informações.

Pensando em ajudar você, eu trouxe aqui os 4 principais passos para tornar o email corporativo mais seguro. Continue acompanhando o texto e aproveite as dicas! Boa leitura!

1. Realizar backups com regularidade

Uma dica indispensável para garantir a segurança no email corporativo é realizar regularmente backups das informações e dos dados da rede. Essa prática precisar ser uma parte da rotina da corporação, sendo feita, idealmente, todos os dias antes de dar início ao expediente ou então após o seu final. 

De acordo com as necessidades da sua empresa, é viável que o backup seja feito de forma semanal, no máximo. Além disso, para garantir eficácia nessa atividade, é recomendado também programar o backup para que mantenha até cinco versões do documento original. 

Fazendo isso, sua empresa vai ter uma forma segura de se proteger de sequestros de dados ou de qualquer outro problema que apareça, como a exclusão acidental de dados. 

 2. Sempre verificar a fonte antes de abrir qualquer documentação anexa

Uma das maneiras mais usadas pelos cibercriminosos para conseguir entrar nas máquinas é a partir dos anexos. Tais arquivos podem vir de inúmeras formas: atualização de dados bancários, informações sobre estrato bancário, cobranças, problemas com o CPF etc. Caso o usuário execute esse arquivo infectado ou acesse o link, o vírus se instala na máquina.

Para evitar essa situação, a atenção com emails que carregam links externos e anexos deve ser redobrada. É preciso verificar a fonte e abrir arquivos somente de fontes (remetentes) confiáveis. 

3. Ter um filtro antispam

Mesmo que os emails consigam filtrar o que é mensagem relevante e o que é spam, é imprescindível que a empresa utilize um software de proteção, ou seja, um antispam. O trabalho de um software como esse é fazer leituras constantes sempre que um email suspeito é detectado na rede.

Assim que ele é localizado, vai para o banco de dados do antispam, sendo classificado como malicioso. Vale lembrar que há versões gratuitas que asseguram boa proteção, mas as versões pagas vão garantir um poder maior de combate.

4. Criar um manual de boas práticas para o email corporativo

Por fim, uma medida de proteção bastante eficaz para garantir que seu negócio fique realmente protegido contra possíveis ataques cibernéticos é definir e aplicar um documento com boas práticas de uso para o email da empresa. Embora, de início, pareça algo banal, é importante entender que nem todas as pessoas que utilizam a rede vão conseguir diferenciar, por exemplo, um email normal de um email com conteúdo malicioso.

Além desse fato, algum funcionário também pode ter algumas dificuldades com uso do email, facilitando o trabalho dos cibercriminosos. Dessa forma, desenvolver um manual de boas práticas para o email corporativo vai proporcionar uma utilização mais adequada da ferramenta pelos usuários.

Vale destacar que, neste manual, podem constar formas de utilizar o email com mais segurança e até mesmo instruções sobre o que fazer quando a pessoa considerar que recebeu um email com vírus. 

Bom, é importante ter em mente que a segurança no email corporativo deve ser uma prioridade da empresa, devendo ser levada a sério, sempre. Se a sua companhia não direciona a atenção necessária para esse assunto, o momento é agora. Vale lembrar que todos os funcionários precisam estar alinhados a essas práticas para garantir a segurança da corporação.

E aí, gostou de conhecer essas práticas infalíveis para garantir a segurança no email corporativo? Ficou com alguma dúvida? Então, deixe seu comentário aqui para que eu possa ajudar você!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário