Entre em contato

© GD Solutions. Todos os direitos reservado. By Next4.

 Segurança de rede: o que é, quais as ameaças e como se proteger

Uma das principais preocupações relacionadas à tecnologia da informação dentro das empresas é a segurança de rede. Isso porque diversas ameaças podem atingir o ambiente digital do negócio, conseguindo, até mesmo, paralisar as operações.

Muitos gestores ainda encontram dificuldades para descobrir como incrementar o nível geral de proteção dos seus sistemas. Pensando nisso, preparei um conteúdo especial para que você tenha conhecimento suficiente para combater os riscos à sua rede. Confira!

O que é a segurança de rede?

Quando eu falo desse tipo de segurança, estou me referindo a um nível especial de proteção destinado a monitorar o acesso não autorizado e resguardar a rede contra invasões. Esse tipo de ataque pode comprometer não só a conexão, mas também as máquinas associadas a ela.

Além disso, as práticas de segurança atuam efetivamente na proteção ao evitar que os usuários da rede interna realizem operações involuntárias que possam comprometer o funcionamento do sistema. Assim, é possível proteger os dados e garantir que os serviços não sejam interrompidos — o que é especialmente importante em ambientes corporativos.

Quais são as principais ameaças?

Alguns riscos são recorrentes entre os principais problemas enfrentados pelo setor de tecnologia das companhias. Vamos conhecê-los!

Falta de controle dos níveis de acesso

Um erro recorrente nas empresas envolve o próprio comportamento digital dos usuários na rede interna. Isso porque os níveis de acesso podem não estar estabelecidos de forma organizada, o que faz com que as informações fiquem mais expostas.

Uma das maneiras de combater essa deficiência é estabelecer controles de acesso de acordo com as funções específicas dos colaboradores. Desse modo, profissionais de determinados setores não terão acesso a informações valiosas e relacionadas a outras áreas da empresa.

Isso porque um colaborador pode julgar que um certo arquivo não é exatamente importante e deletá-lo, por exemplo. Com níveis de acesso bem definidos, esse erro é evitado. Além disso, é possível restringir determinados documentos apenas aos gestores.

Conexões Wi-Fi pouco protegidas

Outra forma de ataques à rede é a deficiência na proteção das redes Wi-Fi. Assim, os hackers aproveitam falhas de segurança na conexão e se valem disso para coletar dados. Além disso, os usuários ainda ficam expostos a diferentes tipos de ações criminosas e malwares (programas maliciosos).

Para combater essas deficiências, é uma boa medida estabelecer senhas fortes de acesso e separá-las de acordo com cada usuário. Essa ação vai proporcionar o rastreamento de entradas na rede e, se for o caso, facilitar a identificação da fonte de roubo dos dados.

Ciberataques

Você já ouviu falar em ransomware? Trata-se de uma das principais ameaças a sistemas virtuais nos dias de hoje e envolve o sequestro de informações privilegiadas da rede invadida. Além disso, os criminosos ainda exigem uma compensação financeira para devolver os arquivos.

Essa é só uma das ameaças que rodeiam uma rede interna. Há também o ataque conhecido como DDoS, cuja principal ação é causar uma sobrecarga de acessos e paralisar os serviços. Tal como o ransomware, ele causa prejuízos significativos para a sua operação.

É possível combater essas violações com a implantação de programas que realizam um monitoramento constante e por meio da elevação da largura de banda, que vai dificultar a ação dos hackers que agem de forma individual.

Falta de uma política efetiva de segurança

Como mencionamos, ações inadequadas por parte dos colaboradores da empresa podem abrir brechas para a instalação de ameaças e invasões.

É essencial que sejam realizados treinamentos constantes em diferentes setores para que esse cuidado digital se torne parte da cultura organizacional do negócio como um todo. O contato com profissionais especializados é um bom caminho para gerar mais conhecimento sobre a segurança de rede.

Qual é a melhor forma de se defender?

O melhor meio para evitar surpresas desagradáveis é investir em uma consultoria com foco em resultados. Profissionais de alto nível vão fornecer todo o planejamento estratégico para a implantação de soluções adequadas aos diferentes projetos.

Empresas especializadas em segurança são cruciais para garantir a inserção de protocolos robustos de proteção. Além disso, automatizar determinadas tarefas vai garantir a redução do erro humano em todo o trabalho digital na companhia — reduzindo também falhas causadas pela falta de atenção.

Com a automatização de determinados trabalhos, será possível ainda liberar profissionais talentosos para tarefas mais desafiadoras e conectadas às atividades-fim da instituição.

Percebeu como algumas dicas simples podem elevar o nível da segurança de rede em sua empresa? A tecnologia se tornou protagonista na geração de oportunidades, então é necessário priorizar esses cuidados para não comprometer suas operações.

Gostou do conteúdo e quer saber mais sobre como a tecnologia pode estimular a proatividade em sua empresa? Entre em contato conosco e conheça mais detalhes sobre nosso trabalho!